junho 23 2017
Maior-cajueiro-do-mundo-Pirangi

O maior cajueiro do mundo: Conheça esta atração de Pirangi!

Sobre o maior cajueiro do mundo

A árvore recebeu o título de maior do mundo não foi a toa. São 8500 metros quadrados ocupados pelo cajueiro de Pirangi. De acordo com estimativas, a planta produz cerca de 80 mil cajus por safra, o que dá mais de 2 toneladas e meias da fruta. Se fosse comparar com o tamanho e a produção de um cajueiro convencional, seria o equivalente à 70 árvores destas ocupando um mesmo espaço.

Maior cajueiro do mundo

O feito da árvore gigante foi conseguido pelo pescador Luís Inácio de Oliveira, em 1888 e mesmo sem a aplicação de química, a planta cresceu descontroladamente e sem prováveis explicações. O pescador faleceu aos 93 anos e deixou um legado cultural incrível para a cidade.

Explicação Científica

Ao observar que o cajueiro crescia além do convencional, cientistas locais passaram a estudar tal fenômeno. De acordo com análises, pesquisas e estudos feitos, o fato dessa árvore ter passado de todas as expectativas de tamanho e produção dá-se devido à duas anomalias genéticas.

A primeira é pelo crescimento de seus galhos. Comumente eles cresceriam para cima, mas neste caso passaram a crescer para os lados. A medida que aumentavam de tamanho o peso fazia pressão para baixo até que atingissem o solo. É por isso que você percebe que a árvore apesar de grande não é tão alta como deveria ser.

Cajueiro de Pirangi

A segunda anomalia se dá justamente devido à primeira. Quando atingiram o chão, os galhos passaram a criar raízes e “reproduziram” novos galhos como se fossem novas árvores. Em 1955 a revista O Cruzeiro fez uma reportagem sobre o maior cajueiro do mundo e o apelidou de “O Polvo” justamente devido a imensidão da reprodução de seus galhos.

Cuidados com o cajueiro

Há alguns anos a poda do cajueiro de Pirangi vem causando polêmica entre os moradores da região. Muitos não são a favor de cortes e as principais justificativas são em relação a árvore ser única e também devido a possibilidade dela se desenvolver ainda mais com a poda.

A maior preocupação, porém, é porque os galhos da árvore passaram a invadir a Rota do Sol, uma via construída para melhorar o acesso às praias do Sul de Natal. Já pensando no desconforto causado por essa invasão que o governo do estado implantou em 2002 um caramanchão fazendo com que tais galhos fiquem suspensos na avenida.

Turismo no maior cajueiro do mundo

Por toda a área ocupada pelo maior cajueiro do mundo existem passarelas para que os turistas possam caminhar e conhecer todo o espaço. Durante os meses de setembro a dezembro ainda existe a possibilidade de saborear os famosos cajus, pois é a época de frutificação da planta. Próximo ao maior cajueiro do mundo também existe um mirante onde você consegue avistá-lo por completo e tirar lindas fotos. As visitas podem ser guiadas.